As melhores claques de futebol do mundo

Uma das coisas mais bonitas no futebol mundial ou em qualquer modalidade é o apoio das claques. Proponho-me a referenciar aquelas claques que eu acho que são as melhores claques do mundo. Esta é apenas a minha opinião. Sintam-se livres para discordar e comentar a darem as vossas opiniões. Note: as melhores do mundo, não as maiores do mundo.

Liverpool | Inglaterra

Esta claque começou-se a afirmar na década de 60/70, período em que o Liverpool dominava o futebol europeu. No inicio de cada jogo, os adeptos cantam a música “You Never Walk Alone”. É uma equipa que nunca viaja sozinha, faz-se acompanhar por um grande número de adeptos sempre que vai jogar fora do seu estádio. Recentemente, numa digressão de pré-época na Australia, o Liverpool conseguiu colocar num estádio 95 mil adeptos. Obvio que cantaram a música de Richard Rodgers e Oscar Hammersteis II.

No ano de 2005, os adeptos do Liverpool estabeleceram um novo recorde sonoro em eventos desportivos, quando John Arne Riise marcou na final da Carling Cup. Os gritos de celebração do golo do norueguês foram medidos em 130,7 decibéis.


Borussia Dortmund | Alemanha

O Borussia Dortmund tem a melhor claque da Alemanha e uma das melhores do mundo. A média de espectadores por jogo é simplesmente a maior a nível europeu (80.495) superando assim os grandes colossos mundiais nesta matéria como o Barcelona (77.019), Manchester United (73.906), Real Madrid (73.906) e Bayern de Munique(69.000). O estádio da equipa Alemanha, conhecido como Signal Iduna Park, tem capacidade para 80.700.

Na temporada 2012/2013, a maior bancada do estádio Signal Iduna Parl, engalanou-se para a visita do Málaga. Os adeptos do Borussia criaram uma coreografia simplesmente arrepiante. Este topo do estádio tem capacidade para 25 mil pessoas. Há quem diga que estavam mais adeptos. Pode não ser a melhor coreografia de sempre, mas é certamente uma das melhores de sempre e é arrepiante ver o entusiasmo destes adeptos!


Atlético de Madrid | Espanha

Equipados a rigor, entoando cânticos e puxando pelos seus ídolos até ao último minuto de jogo. São estas as principais características dos adeptos do Atlético de Madrid. Tal como todas as grandes rivalidades no mundo do futebol, assistir a um encontro entre o Real Madrid e o Atlético de Madrid, poderá ser uma experiência inesquecível. A tensão criada por décadas de rivalidade explode sempre nestes encontros.

Na temporada 2013/2014, o Atlético de Madrid voltou a conquistar o título de campeão espanhol (título fugia há 18 anos) e estima-se que estiveram nada mais nada menos do que 200 mil adeptos nas ruas da cidade para festejarem com o jogadores.


Fenerbahce | Turquia

É um clube que tem uma massa adepta fiel e exigente. Desde a sua fundação, 1907, que os adeptos do Fenerbahce são detentores de recorde de assistências, normalmente a maior do seu país e uma das maiores da Europa. Grandes vedetas do futebol mundial dizem que é muito complicado jogar no estádio Sukru Saracoglu e que os adeptos do Fenerbahce colocam muita pressão na equipa visitante. Se não acredita, então veja o vídeo que se segue.


Olympiacos | Grécia

Bem vindos ao inferno! É sem dúvida alguma uma das claques mas fervorosas da atualidade. Alguns adeptos talvez levem o seu estado de espírito um pouco longe de mais, como no ano de 2009, que planearam um atentado bombista na sede da claque rival, do Panathinaikos. Apesar de o terem planeado para um momento em que não estivesse ninguém na sede, não houve feridos, tal comportamento demonstra bem como é que a claque é fanática pelo clube mas ao mesmo tempo bastante problemática.

Ainda há pouco tempo, no jogo entre o PAOK e o Olympiakos, durante as meias-finais da Taça da Grécia, os adeptos das duas equipas criaram um verdadeira “vulcão em erupção” no estádio Toumba em Thessalonikim, com centenas de tochas acesas e outros fogos de artifício, causando um atraso no inicio da partida de 75 minutos.


Boca Juniors | Argentina

Os adeptos do Boca Juniors são conhecidos como “La 12”. A claque é conhecida mundialmente como um inferno, devido à pressão que exerce sobre a equipa visitante. Os cânticos da equipa, as coreografias, os objetos lançados entre outras coisas fazem com que o mítico estádio "La Bombonera" seja um dos campos mais difíceis para as equipas visitantes arrecadarem pontos.

Escrito por: Daniel Silva

Deixe aqui o seu comentário