Daniel Silva
desde 02.04.2013

10 soluções para os clube portugueses se reforçarem na reabertura do mercado

Os dirigentes dos maiores clubes portugueses estão a estudar intensamente opções com vista a reforçar os seus plantéis em Janeiro e com certeza vão ter em atenção os vários jogadores de grandes clubes que estão insatisfeitos e são assim boas oportunidades de negócio. Sendo claro que o Benfica deve estar mais vendedor do que comprador, o FC Porto com a chegada de Quaresma vê o espaço para entradas fechar um pouco e o Sporting apesar de precisar de 2 ou 3 retoques no plantel não está em condições financeiras de abrir muito os cordões à bolsa.

O Autogolo apresenta então 10 jogadores que podem sair dos respectivos clubes na reabertura do mercado de transferências:

Tiago (Atl. Madrid) – O português já não é neste momento 1ª opção nos “colchoneros”, é o seu último ano de contrato e deve sair por uma verba inferior a 1 milhão de euros.

Ilori (Liverpool) – Está completamente tapado nos “reds”, um regresso a Portugal, por empréstimo, seria óptimo para o jogador e até lhe poderia abrir as portas do Mundial.

Aspas (Liverpool) – Com Suarez, Moses e Sturridge é difícil o espanhol ter oportunidades de jogar. Seria uma boa opção para suplente de Jackson.

Vitinho (CSKA) – A jovem promessa do Brasil não se adaptou na Rússia e neste momento já vendo sendo associado ao FC Porto.

Fabinho (Monaco) - O jovem brasileiro é suplente e precisa de minutos, com certeza que veria com bons olhos um empréstimo a um clube português.

Leto (Catania) – Suplente no último classificado da Serie A, podia relançar a carreira em Portugal. Jogador muito útil, por exemplo, ao Sporting no reforço das faixas do ataque.

André (Vasco) – O Vasco da Gama foi despromovido e este avançado vai com certeza abandonar o clube.

Cabral (Sunderland) – O primo de Gelson Fernandes é suplente no último classificado da Premier League, não deve portanto ser difícil convencer este médio-defensivo a vir para a Liga Zon-Sagres.

Fábio da Silva (Man. Utd.) – Está em final de contrato com os “red devils” e raramente é opção, Portugal pode ser um bom destino para o lateral.

Neto (Zenit) – Tem sido suplente nos últimos tempos e para estar no Brasil2014 vai ter de jogar com regularidade. O Sporting seria um excelente destino para o central português.

Que outros jogadores devem sair dos respectivos clubes no ínicio do próximo ano e que podem ser bons negócios para os clubes nacionais?

Cláudio Soares