Rafaël Dias: o filho português adoptado por França

Começa a dar nas vistas no Sochaux, chama-se Rafaël Dias e é internacional sub-16 pela França e sub-20 por Portugal! Confuso? É simples, o jogador foi com 7 meses para França com os pais e nunca mais regressou ao nosso país, a Federação francesa foi a primeira a interessar-se pela atleta, tendo sido convocado para os sub-15 e 16, mas posteriormente a Federação portuguesa convidou-o a representar a seleção das quinas e o jogador nascido na Covilhã aceitou com orgulho esta chamada, tendo inclusive defrontado a França pelos sub-20 portugueses.
O nº 7 do Sochaux é um especialista em bolas paradas, tendo um pé direito fantástico, é ele que cobra os livres e cantos quando está em campo. Os “leõezinhos” franceses são neste momento os lanterna-vermelha da Ligue1, mas o médio-ofensivo luso-francês quer ajudar a equipa a subir lugares na tabela e assim poder também chamar a atenção de Paulo Bento. Esperamos que não seja o “Robert Pires II”.

Outras curiosidades acerca do jogador, ele é primo de César Brito, antiga glória do Benfica, clube no qual Rafaël Dias esteve 4 dias à experiência, os responsáveis do clube lisboeta queriam ficar com o jogador mas este preferiu voltar a França e assinar um contrato juvenil com o Sochaux.
Esta situação de Dias vem novamente trazer a lume o assunto dos naturalizados na seleção.

Golo do Rafaël Dias ao Bordeaux

Quem é mais português, um jogador que nasceu em Portugal e que tem pais portugueses mas que dos seus 22 anos apenas 7 meses foram passados em terras lusas, ou um jogador que nasceu no Brasil, mas que aos 19 foi para Portugal passando lá 6 anos da sua vida e ajudando o futebol português a evoluir (falo obviamente de Fernando)?

Deixe aqui o seu comentário